Exibição de produções inspiradas na raia transmontana

Os filmes 'Doutor Jivago' e 'A Sombra dos Abutres' têm em comum as paisagens de Miranda do Douro, como pode testemunhar a população da aldeia de Picote ao longo do mês de Agosto.

A raia transmontana tem servido de cenário e inspiração a filmes e documentários que a população de Picote está a descobrir num ciclo de cinema na pequena aldeia mirandesa.

De clássicos a produções mais recentes, as películas serão também motivo de tertúlia para os residentes que esperam ter a companhia do filho da terra Leonel Vieira, realizador de um dos filmes em exibição, 'A Sombra dos Abutres'.

Nascido em Miranda do Douro, foi a terra natal que o autor de 'Zona J' e de 'A Selva' escolheu para o filme de estreia, rodado no Nordeste Transmontano e que retrata vivência bem conhecidas das gentes desta região fronteiriça, como o contrabando.

A 25 de Agosto, passa o clássico do cinema 'Doutor Jivago', de David Lean, rodado há 45 anos ali bem perto, do outro lado da fronteira, na Espanha franquista, e que tem a particularidade de uma das cenas ter sido filmada próximo da Terra de Miranda.

Reviver memórias e descobrir estas películas é o propósito da Associação para o Desenvolvimento de Picote, a Frauga, promotora das projecções todas as noites de quarta feira, durante o mês de Agosto.

A entrada é gratuita e a 'sala de cinema' é o anfiteatro do centro interpretativo do Ecomuseu Terra Mater que esgotou a lotação de 60 lugares na primeira exibição para ver 'Trás-os-Montes', António Reis e Margarida Cordeiro, a 04 de Agosto, segundo contou à Lusa Jorge Lourenço, da Frauga.

'A memória cultural do povo retratada no filme 'entre o documentário e a ficção', segue-se, quarta feira, 'Sombras na Batalha', de Mário Camus, uma produção castelhana sobre uma ex-militante da ETA que vive numa aldeia perto da fronteira com Portugal (Bermillo de Sayago).

O castelhano é de fácil entendimento para estas gentes a quem as fronteiras administrativas nunca impediram o contacto com 'nuestros hermanos', embora sejam ainda de má memória para os emigrantes que, nas décadas de 1960 e 1970, passavam a 'salto' para fugir à pobreza.

Especialmente nesta época de verão regressam à terra para férias e constituem parte da plateia deste ciclo de cinema que espera pela confirmação do conterrâneo Leonel Vieira para um conversa dia 18, depois da exibição de "A Sombra dos Abutres".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG