'A Última Vez Que Vi Macau' teve estreia mundial na Suíça

O novo filme dos realizadores portugueses João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata passou ontem na competição oficial de longas-metragens do festival suíço. Os dois realizadores falaram ao DN sobre este filme que rodaram em Macau.

Como é que um filme que começou por ser pensado como um documentário se tornou numa ficção? Já estava pensado para chegar a este resultado? Como criaram a trama?

JOÃO PEDRO RODRIGUES - Concorremos ao concurso de documentários do ICA, ainda na altura do agora extinto Ministério da Cultura, tendo ganho subsídio para realizar um documentário sobre Macau, ancorado nas histórias que o João Rui me contava da sua infância passada no território e no que eu conhecia da Ásia através da pintura, da literatura e do cinema, fundamentalmente o cinema clássico americano, mas também o cinema japonês e algum cinema asiático contemporâneo.

JOÃO RUI GUERRA DA MATA - Fomos três vezes a Macau ao longo de três anos, recolhemos 150 horas de material. Em Lisboa visionávamos as rushes e pensávamos no que ainda nos faltava filmar. Acho que foi durante a nossa primeira viagem que percebemos que não queriamos fazer mais um documentário sobre Macau. Queriamos pensar naquele território como um espaço para possiveis ficções...

JPR - Contaminadas pelas memórias pessoais do João Rui.

Pode ler a entrevista completa no blogue Sessões Contínuas

Mais Notícias