Chá das cinco está de novo em voga

Os chineses descobriram o chá, mas foi a rainha Catarina de Bragança que o popularizou na corte inglesa. Em Lisboa, o ritual volta a estar na moda e o 'chef' Luís Baena, do Hotel Tivoli, criou os 'lanches à portuguesa'.

Com os dias de Inverno a arrefecerem, nada como uma boa chávena de chá para retemperar o ânimo e recordar uma tradição que a rainha portuguesa Catarina de Bragança introduziu na Inglaterra no século XVII.

O five o'clock tea transformou- se numa instituição britânica, mas foi a consorte portuguesa do rei D. Carlos II a responsável pelo hábito e, principalmente, pela apresentação da geleia de laranja, que se tornou na célebre marmalade.

"Acredita-se que a compota de laranja amarga, que se popularizou como marmalade, foi criada a partir de receita da própria rainha portuguesa, natural de Vila Viçosa, onde abundam as laranjas", disse Maria Teresa Vilaça, directora da Casa-Museu Medeiros e Almeida, onde está patente uma exposição chamada "Espólio de Catarina de Bragança".

A evocar os novos hábitos que D. Catarina de Bragança introduziu em Inglaterra, particularmente o chá das cinco e a doce receita de laranja amarga, a Casa-Museu criou também um conjunto de peças alusivas à rainha portuguesa que inclui uma réplica do kit de chá da soberana - com a reprodução de um peculiar bule de chá chinês da dinastia Quianlong (1735-1796), um par de chávenas inspiradas nesta peça histórica, fabricado pela fábrica de Aveiro NG e ainda um pacote de infusão de erva príncipe e um pote de compota de laranja amarga, ambos ilustrados pela designer do Porto Isabel Penha Garcia, que destacou motivos florais e de frutos de peças da colecção do museu, como um biombo flamengo do século XVII.

"Os portugueses foram o primeiro povo europeu a conhecer o uso do chá quando chegaram ao Japão em 1560, e, a partir do grande entreposto comercial de Macau, foram os primeiros a comercializá-lo na Europa, apesar de apenas por um breve período", detalha ainda a directora da Casa- -Museu lembrando que em português a palavra chá deriva directamente do carácter cantonês e mandarim, que significa apanhar, colher.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG