Capoeira já é património imaterial, cante alentejano à espera de decisão

A roda de capoeira já é património imaterial da Humanidade, segundo a UNESCO. O comité de salvaguarda está reunido em Paris e deverá analisar a candidatura do cante alentejano nas próximas horas.

Prática de raízes afro-brasileiras, a Capoeira é ao mesmo tempo dança e luta. Os capoeiristas formam um círculo e no centro duas pessoas envolvem-se numa numa dança/ luta. À volta canta-se de dança-se.

O cante alentejano é número 35 de uma lista de 46 candidaturas que começaram a ser analisadas hoje e amanhã. Os membros debatem as candidaturas por ordem alfabética.

Na segunda e na terça, o comité debruçou-se sobre o património em risco ou a necessitar de intervenção urgente. Tradições do Quénia, Uganda e Venezuela foram incluídas na lista de património imaterial com necessidades de salvaguarda urgentes.

O grupo coral da Casa do Povo de Serpa está com os responsáveis da candidatura do cante alentejano a património imaterial da humanidade, liderados por Paulo Lima, na capital de França, e poderá fazer uma breve atuação para os membros do comité, hoje.

A expetativa de aprovação é grande, a julgar pelo relatório preliminar da organização internacional.

Esta manhã, além da candidatura do Brasil, foram já aprovadas as candidaturas provenientes da Argélia, Arménia, Azerbaijão, Bolívia, Bósnia Herzegovina, Bulgária e Burundi.

A reunião decorre até sexta-feira, dia 28.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG