Barreto Xavier acusa anterior Governo de falta de memória

O secretário de Estado da cultura, Jorge Barreto Xavier, considerou hoje que "a polémica [da venda dos quadros do Miró] é um exercício de falta de memória."

Em declarações à agência Lusa, Barreto Xavier disse em Nova Iorque que, "em 40 anos de democracia, nunca houve uma medida que envolvesse os largos milhões de euros que estão aqui envolvidos, no sentido de aquisição de arte contemporânea."

A coleção de 85 quadros do pintor catalão Joan Miró está na posse do Estado desde a nacionalização do Banco Português de Negócios (BPN), em 2008, e será leiloada pela Christie's, a 04 e 05 de fevereiro, em Londres.

"Foi o anterior Governo que tomou a iniciativa de nacionalizar a coleção. E nem em 2008, nem em 2009, nem em 2010, nem em 2011 tomou alguma iniciativa em relação a ela. Agora, de repente, lembraram-se", acrescentou Barreto Xavier.

Uma petição lançada no início de janeiro contra a venda dos quadros reúne já mais de seis mil assinaturas e a contestação vai chegar ao parlamento esta sexta-feira, quando serão votadas duas resoluções, do PS e do PCP, contra a venda dos quadros.

"Mas não é, de facto, uma prioridade para um país como Portugal comprar ou manter este ativo, que é uma coleção com alguma dimensão, de um grande pintor do século XX, espanhol. Há outras coleções mais importantes", explica Barreto Xavier.

"Percebe-se que Portugal, neste momento, na sua agenda de gestão de coleções do Estado, coloque como prioridade ter um encargo desta dimensão? Ainda por cima na pior altura das últimas quatro décadas?", pergunta ainda o responsável.

Sobre as críticas que foram feitas ao processo - de que devia ter sido organizada uma grande exposição e que as obras deveriam ser vendidas em vários momentos - o secretário de Estado sublinha que o processo está a ser conduzido pelo Ministério das Finanças e que "são questões de ordem técnica em que o secretário de Estado [da Cultura] não se pode meter."

Jorge Barreto Xavier iniciou quarta-feira uma visita aos Estados Unidos da América, que termina próxima sexta-feira e que passará por Nova Iorque e Washington.

Durante a viagem, Barreto Xavier irá estabelecer contactos com algumas das principais instituições culturais americanas.

O governante português será o orador convidado na sessão de encerramento da conferência anual da "International Society for the Performing Arts", encontrar-se-á com a presidente da Brooklyn Academy of Music, Karen Brooks Hopkins, e com Wayne Clough, responsável do Smithsonian Institution.

Jorge Barreto Xavier efetuará ainda reuniões preparatórias para a participação portuguesa no Festival Ibérico do Kennedy Center for the Performing Arts e reunir-se-á com o secretário de Estado adjunto norte-americano para a Educação e Cultura, Evan Ryan.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG