Souto Moura vence 'Nobel' da arquitectura

(ACTUALIZADA) O arquitecto do Porto ganhou o prémio que já distinguiu nomes como Oscar Niemeyer e Frank Gehry, confirmou o seu atelier.

Eduardo Souto Moura venceu o prémio Pritzker 2011, considerado como o "Nobel da arquitectura". O anúncio foi feito por um site especializado na área - o "Scalae" (clique para ler a notícia) e entretanto confirmado pelo atelier do arquitecto.

A organização do prémio Pritzker ainda não noticiou o nome dos premiados, remetendo o anúncio oficial para o dia 11 de Abril.

De acordo com o artigo do site, a distinção foi entregue ao arquitecto do Porto pelo "rigor e precisão na arquitectura", assim como pela "sensibilidade" na inserção das obras no seu contexto.

Este prémio anual, criado em 1979, tem como objectivo distinguir um arquitecto vivo e é considerado o Nobel da arquitectura.

Este é o segundo português a vencer este prémio, depois de Álvaro Siza Vieira em 1992. No ano passado a Fundação Hyatt distinguiu a dupla de japoneses Kazuyo Sejima e Ryue Nishizawa.

Eduardo Souto Moura, de 58 anos, nasceu no Porto e iniciou a sua carreira colaborando com o arquitecto Álvaro Siza Vieira, entre 1974 e 1979.

Em 1980, o arquitecto termina a licenciatura, pela Escola Superior de Belas Artes do Porto, inicia a sua actividade como profissional liberal e recebe o seu primeiro prémio, da Fundação António de Almeida.

O mercado municipal de Braga, a ponte Dell'Accademia, em Veneza, Itália, a reconversão do Convento de santa Maria do Bouro numa pousada, em Amares, e o Estádio Municipal de Braga são alguns dos seus principais projectos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG