A aspereza social de um bairro das Filipinas

MÃE ROSA Brillante Mendoza

Brillante Mendoza continua a filmar o seu país, as Filipinas. A realidade intensa que persegue, as figuras femininas na proa de um cenário dramático, a contaminação do jogo ficcional pelo vigor de documento de uma sociedade: tudo isto volta a fazer de um filme seu uma experiência tangível.

Assemelhando-se a algo como "ação em tempo real", o que acontece aqui, num bairro pobre de Manila, é uma rusga à pequena mercearia de uma mulher que revende droga para sustentar a família. Os polícias, corruptos, obrigam-na a pagar uma soma avultada para sair em liberdade com o marido.

Os quatro filhos, mergulhados num pesadelo e na violência da paisagem social, farão de tudo para conseguir o dinheiro... É um retrato áspero e profundo, espelhado nos olhos de Jaclyn Jose, essa "mãe Rosa", que venceu o Prémio de Melhor Atriz no Festival de Cannes 2016.


classificação: ***

Mais Notícias

Outras Notícias GMG