Junte torradas de luxo às suas manhãs. Torradeiras (muito) acima da média

Da perfeição japonesa à tecnologia digital de ponta americana, máquinas que transformam o simples ato de fazer uma torrada em algo eletronicamente avançado. Com resultados deliciosos.

Começar o dia com o cheiro de torradas em casa faz parte quotidiano de muitas famílias, mas muitas vezes este aroma prometedor, no meio da correria matinal, torna-se uma desilusão, com o pão queimado -- ou insuficientemente tostado.

Felizmente, também aqui a tecnologia evoluiu, e muito, para ajudar. E não existem especialistas mais apurados do que os japoneses na arte de fazer torradas em casa... desde que se tenha tempo, dinheiro e... muita paciência.

Tratar o pão, uma fatia de cada vez

Mais do que uma torradeira, a Balmuda original é um pequeno forno de pão que torra uma fatia de cada vez. Produzida pela Mitsubishi Electric, foi concebida seguindo a filosofia de "tratar o pão com respeito", segundo disse à Bloomberg Akihiro Iwahara, responsável do departamento de pequenos domésticos da marca japonesa.

O forno elétrico adiciona um pouco de água (vapor) durante o aquecimento para que o pão nunca fique demasiado seco, tem sensores internos de medição de temperatura e humidade e garante que as duas placas de aquecimento nunca ultrapassam os 260ºC. Tem cinco níveis de programação para o miolo do pão (mais ou menos fofo) e pode fazer uma tosta com queijo ou ovo.

Mais do que torrar o pão, trata-se verdadeiramente de tratar o pão numa torrada perfeita. Por um preço, claro: cerca de 370 euros (já com portes e impostos) a partir do Amazon.com. Pesquise Mitsubishi Electric bread oven TO-ST1-T. Só não se esqueça que precisa de utilizar um transformador de corrente para os 100 volts AC que o Japão utiliza.

4 ao mesmo tempo. E de forma uniforme

Um dos grandes problemas de muitas torradeiras baratas é torrarem mais uma ponta do pão do que outra. Isso não acontece -- a julgar por todas as críticas disponíveis -- com a italiana De'Longhi Distinta X, torradeira para quatro fatias que é, sem dúvida, uma das mais elegantes do seu género.

Nos aspetos mais práticos, tem dois tabuleiros independentes de migalhas e funções de descongelamento e reaquecimento, bem como seis níveis de torra. As aberturas são extra-largas, o que é prático. O preço é de 125 euros (Amazon.co.uk).

Uma clássica para duas

Marca tradicional britânica de pequenos domésticos, a Russell Hobbs foi inclusivamente a criadora da primeira chaleira elétrica do mundo, em 1955. Atualmente, tem lançado interessantes modelos "retro", como a Russell Hobbs 21681-56 Retro Classic.

Trata-se de uma máquina que faz duas torradas de cada vez, de forma rápida -- a marca anuncia um ganho superior a 60% relativamente ao modelo anterior -- e que ainda inclui a tecnologia de "lift and look" -- pode-se fazer subir a manivela de transporte do pão, para ver o estado da torrada, sem parar o processo de torra.

O elemento mais distintivo do modelo é o cronómetro "retro" que indica o tempo que falta para terminar o processo. Encontra-a disponível na Fnac.pt desde cerca de 65 euros.

Revolução digital por par de fatias

Dos Estados Unidos chega a InstaGLO, cuja tecnologia de aquecimento em dupla hélice promete ser -- isto é o que diz o fabricante -- não apenas 35% mais rápida do que "o produto líder", como manter "30% mais humidade no pão" do que qualquer outra tecnologia.

Este feito, diz a InstaGLO, é conseguido através de "63 algoritmos" introduzidos na máquina...

Passando à frente o marketing (e o ceticismo), certo é que esta é a torradeira mais digital do mundo. Inclui um ecrã sensível ao toque e um conjunto de programas selecionáveis. Pão, waffels, bagels, "pop tarts"... tem programas para tudo. Avisa quando está a precisar de ser limpa e já agora... quando não está a ser usada serve de relógio.

Custa é uns 300 dólares e só está disponível nos EUA. Mas se fizer mesmo questão de fazer parte da Revolution (assim se chama a casa-mãe da InstaGLO!), pode sempre utilizar um daqueles serviços online que lhe criam uma morada americana para as compras (recomendamos o MyUS.com, é de confiança).

Afinal, um excelente pequeno-almoço em família, contas mesmo bem feitas, não tem preço.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG