vinhos

Premium

1864

Como o homem descobriu o vinho: a gula por fermentações e a teoria do macaco bêbedo

A bebida a que chamamos vinho não a inventámos, descobrimo-la nos processos fermentativos naturais e demos-lhe cultura e civilização. Antes, porém, trabalhámos a uva por milénios, aprimorando a sua cultura ainda no Neolítico. No território da atual Geórgia, cerâmicas milenares contam-nos com eloquência os primórdios da vinha e do vinho. Um afã na produção da bebida mágica que turvava o espírito e que se tornou sinónimo de lubrificante social.