Luís Menezes Leitão

Luís Menezes Leitão

A necessidade das férias judiciais

No passado dia 16 de julho, data de início das férias judiciais, o Diário de Notícias publicou uma notícia, referindo que magistrados e funcionários defendem o fim das férias judiciais, citando declarações dos seus representantes sindicais afirmando que estas "verdadeiramente não são necessárias". Estranha-se que o jornal não se tenha preocupado em ouvir a posição dos advogados, para quem a extinção das férias judiciais seria altamente prejudicial. Na verdade, os tribunais são compostos não apenas por juízes, procuradores e funcionários, mas também por advogados, sem os quais a justiça não pode ser administrada. É por isso manifesto que um artigo a questionar a justificação das férias judiciais que não ouve os advogados transmite uma visão parcial da realidade.