José Ribeiro e Castro

José Ribeiro e Castro

O que só o CDS faz

Nesta legislatura, o processo de deliberação sobre a legalização da eutanásia foi recheado de peripécias e biombos. Começou por partidos principais terem, propositadamente, omitido o tema dos programas eleitorais, furtando a questão do debate e da pronúncia dos seus eleitores. O Nobel do esconde-esconde vai para o PS, que buscava a maioria absoluta. Salvo erro, só BE e PAN o recolocaram nos programas eleitorais de 2019, após o chumbo parlamentar de 2018.

José Ribeiro e Castro

Joacine, a censora

Construí a tese de Joacine Katar Moreira ser uma vibrante evidência do lusotropicalismo, da específica maneira portuguesa de estar no mundo, inclusiva e integradora. Uma leitura sociológica e histórica, que informa correntes de pensamento português com o traço comum da multirracialidade e capacidade de abrangência religiosa. Uma teoria que, mais do que apenas leitura do passado, é sobretudo uma leitura para o futuro - e, assim, uma promessa, uma promessa radiosa.

José Ribeiro e Castro

Marca Portugal, independência e futuro

É importante - e prometedora - a notícia, saída no Expresso, do movimento Marcas por Portugal, lançado por 21 figuras da sociedade civil, dos meios empresarial e social, que quer também "fortalecer a marca Portugal". O grupo visa estimular a projecção de Portugal como marca e de marcas associadas a Portugal. Carlos Coelho, da Ivity, aponta para "promover a afeição dos portugueses à marca do seu país, assumindo a missão de valorizar Portugal em tudo o que se faz" e "colocar na agenda a transição para o valor acrescentado, com marcas".