Fernando Pessoa

Joaquim de Seabra Pessoa (1850-1893)

O pai de Fernando Pessoa era o crítico musical do DN

Interrogava-se a autora de uma tese de mestrado defendida em Coimbra há uns anos se "teria Fernando Pessoa preferido a arte musical dos sons à arte literária se não tivesse perdido tão precocemente, ainda na infância, o pai, Joaquim de Seabra Pessoa, amador e crítico de música". Sim, são muitas as incógnitas sobre o que teria sido a vida do poeta se aos 5 anos, morando ainda na casa no Largo de São Carlos onde nascera, não tivesse ficado órfão de pai, esquecendo pouco a pouco os momentos passados com o pai funcionário público quando este regressava já tarde da redação do Diário de Notícias, ali perto, no Bairro Alto, pois fazia crítica musical no jornal.