crise política

Crise Política: O ano de todas as profecias

Acontecimento do ano nacional

Crise Política: O ano de todas as profecias

Marcelo foi muito claro: se o OE 2022 chumbasse, convocaria eleições. Assim foi. O Presidente da República até podia desejar o efeito contrário, mas desta vez o PCP (a bem da sua própria existência) não deu a mão ao governo e deixou cair Costa. O Chefe de Estado terá agora como desejo que, a bem da estabilidade governativa, resulte das legislativas um Bloco Central, mas informal. Mas é precisamente essa possibilidade que dará trunfos para a campanha dos pequenos partidos contra a bipolarização. E, no final, se o parlamento se fragmentar ainda mais, que estabilidade restará?