coronavírus

Mudança de comportamento dos profissionais quanto ao reforço das regras de higienização  está a dar resultados
Premium

infeção hospitalar

Lavagem das mãos está a baixar risco de infeção hospitalar em doentes

Em 2013, Portugal era o pior país da União Europeia no controlo da infeção hospitalar, dos que registavam maiores taxas de resistência aos antibióticos e dos piores no uso que fazia destes. Por dia, estimava-se que três doentes morriam com uma infeção deste tipo. Uma "fotografia" que "deixava mal o país". Mas, em seis anos, a fotografia mudou de cor. Portugal deixou de ser o pior e dos piores da Europa. O combate à covid-19 está a ajudar neste percurso e levará a mais mudanças.

Best off Covid-19

Um vírus causou o covid-19. Mais uns milhares estão à espreita

O novo coronavírus forçou mudanças em todos os níveis da sociedade e mostrou como a capacidade de enviar mercadorias e pessoas para todo o mundo em 24 horas ajuda a disseminação do vírus. Este texto foi publicado originalmente no dia 15 de abril e faz parte de um lote de trabalhos relacionados com a covid-19 que o DN está a republicar.

Pandemia

Como lidaram com a covid os países mais populosos

Estratégias por detrás dos números de infetados e mortes nos países mais populosos revelam eficácia do confinamento e situação descontrolada a quem abdicou dele, como os EUA e o Brasil. China, Indonésia, Paquistão e Nigéria com situação controlada, tendo em conta o número de habitantes. Índia a crescer e com 27 mil casos num dia só, mas com baixa mortalidade.

Espanha e Portugal

A fronteira reabriu com máscaras, distanciamento e protocolo "furado"

Três meses e meio depois de terem sido encerradas, as fronteiras entre Portugal e Espanha voltaram a abrir na totalidade. Duas cerimónias que contaram com as presenças do rei Felipe VI de Espanha, do Presidente da República e dos primeiros-ministros dos dois países marcaram a data. Momentos rápidos mas com alguns momentos fora do protocolo.