bicicleta

Exclusivo

DN+

Bicicleta de montanha. O Lado B de José Mendes

Percorrer o país de Bragança a Sagres de bicicleta. Dez dias, mil quilómetros sozinho, com uma mochila de três quilos e sem alojamento marcado. Esta foi a "aventura" que José Mendes, de 59 anos, ex-secretário do Estado do Planeamento do governo de António Costa, fez no verão passado e que espelha bem o seu gosto pelas bicicletas, o seu lado B. "Provou a minha tese de que o país é extremamente seguro e tranquilo, foi espetacular, adorei." Conta ao DN que esta "volta a Portugal" em bicicleta foi o aproveitar do "apuro de forma" de um ano de treino intenso nas poucas oportunidades permitidas pela profissão. O objetivo principal foi a participação numa prova de bicicleta de montanha "extremamente dura" na África do Sul, a Cape Epic, que leva ciclistas de todo o mundo a percorrer 655 quilómetros em oito dias. Mas, tal como tantas outras coisas, março de 2020 mudou as nossas vidas para sempre e os planos de José Mendes foram repentinamente alterados. "Treinei durante um ano, planeei as férias, vi no governo se podia ter esses dias e parti para a Cidade do Cabo, com o meu colega de equipa - a prova é feita em duplas. Mas quando aterrámos o mundo já era outro por causa da covid-19." A prova foi anulada na noite antes da partida. O português e o colega de equipa ainda fizeram uma etapa informal - a foto nesta página é de um treino por lá -, mas a corrida depressa passou para os aeroportos na tentativa de conseguir um voo de regresso a Portugal. Para o futuro não tem nada destas grandes aventuras planeadas, "apenas" umas provas fora de estrada, como neste fim de semana com dois dias inteiros passados a pedalar com um grupo de amigos no Alentejo. "Cada vez há mais pessoas a pedalar na montanha, há um movimento fantástico de adesão às bicicletas ." O segredo da (boa) forma e da resiliência para as tiradas longas em cima da bicicleta é simples, para José Mendes: "É treino e adaptação do corpo. Não há nada de transcendente nisto." filipe.gil@dn.pt

Destinos

Aldeias do Xisto vão ter bicicleta elétrica feita à medida pela Órbita

Foi desenhada para uma utilização mista, em estrada e em terra batida, à medida dos territórios das Aldeias do Xisto. A bicicleta é feita pela empresa de Águeda e foi desenhada na Universidade de Aveiro. No início apenas estará disponível nos operadores turísticos das aldeias. Texto de Marina Almeida «E porque não desenhar a nossa própria bicicleta?». Se bem pensaram, melhor fizeram e no próximo mês os responsáveis das Aldeias do Xisto apresentam a sua própria bicicleta concebida por designers da Universidade de Aveiro, testada no terreno e produzida pela empresa portuguesa Órbita. «É uma bicicleta muitíssimo desenvolvida, uma bicicleta [...]

Artes

A bicicleta dourada pela Dior

Mesmo que não seja grande apreciador de transportes de duas rodas, tem de convir que este faz mesmo parar o trânsito. O diretor criativo da Dior Homme e a marca francesa de bicicletas Bogarde uniram-se para criar três modelos únicos de bicicletas. O primeiro já está disponível, mas conta apenas com 70 bicicletas BMX, que para além do acabamento em cromado, apresenta os códigos Dior Homme com os detalhes preto e encarnado e ainda uma abelha gravada no guiador. Destaque para os detalhes em couro com a assinatura Dior. O fotógrafo Patrick Demarchelier captura esta criação, cujo valor é de [...]