Um caça F-35 fez a primeira travessia transatlântica

Um dos aviões de combate mais avançados do mundo saiu da Base das Lajes para aterrar, sete horas depois, nos EUA

Um F-35 da Força Aérea italiana completou na sexta-feira o primeiro voo transatlântico feito por uma destas aeronaves, numa viagem considerada histórica.

O F-35 aterrou no dia 5 de fevereiro na base naval e aérea de Patuxent River, no estado norte-americano de Maryland, após uma viagem de sete horas com partida da Base das Lajes, nos Açores.

A jornada, no entanto, começara no dia anterior, quando o F-35 saiu da base aéra de Cameri, na Itália. Apesar dos fortes ventos e de alguma turbulência, explica o site Defense News, o F-35 teve uma performance exemplar durante a viagem, confirmou o piloto, o major Gianmarco.

Foram necessários três reabastecimentos durante o percurso de Cameri até às Lajes e outros quatro dos Açores até aos Estados Unidos.

O F-35 é um dos aviões de combate mais avançados do mundo mas, apesar de a sua entrada ao serviço ter sido prevista para 2012, foi sucessivamente adiada devido a problemas de software e equipamento.

Os F-35 têm a vantagem de serem invisíveis aos radares inimigos e oferecerem ao piloto uma visão de 360º a partir do cockpit.

Mais Notícias