Santos Silva aceitou convite para ir a Kiev. Deslocação será feita "oportunamente"

Augusto Santos Silva deverá ser acompanhado por uma delegação parlamentar na deslocação à capital ucraniana.

O presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, afirmou hoje que aceitou o convite do seu homólogo ucraniano para se deslocar "proximamente" a Kiev, numa viagem em que deverá ser acompanhado por uma delegação parlamentar.

Santos Silva falava aos jornalistas na Assembleia da República no final de uma reunião realizada por videoconferência com o presidente do parlamento da Ucrânia, a pedido de Ruslan Stefanchuk.

"Em primeiro lugar, o presidente do parlamento da Ucrânia reiterou o convite para minha deslocação a Kiev, e eu mais uma vez aceitei esse convite, essa deslocação será realizada oportunamente", afirmou.

Questionado se, nessa deslocação, será acompanhado por deputados, respondeu: "As deslocações que o presidente da Assembleia faz são deslocações que envolvem não apenas o presidente, mas delegações parlamentares".

Quanto ao momento em que se poderá realizar essa visita, Santos Silva disse que acontecerá "proximamente" e "logo que seja oportuno e as condições o permitam", salientando que esta deslocação está a ser tratada "com eficiência e discrição".

"Tive ocasião de manifestar o apoio de Portugal à Ucrânia, que é um apoio unânime entre os diferentes órgãos de soberania política em Portugal", acrescentou.

Aos jornalistas, o presidente da Assembleia da República afirmou que "foi um gosto" ouvir o seu homólogo ucraniano "agradecer todo o apoio prestado por Portugal" durante a reunião, por videoconferência.

"Apoio de Portugal continuará"

"Garanti que o apoio de Portugal continuará em todos os cinco planos, que do nosso ponto de vista ele tem de ser prestado", disse, referindo-se ao apoio humanitário, às sanções contra a Rússia, o apoio militar e de saúde militar, a reconstrução das zonas que o exército ucraniano já libertou da ocupação russa, bem como a recuperação económica.

O quinto plano de apoio refere-se ao aumento da cooperação da UE com a Ucrânia, acrescentou Santos Silva.

"Em todos estes planos, o apoio de Portugal faz-se sentir desde a primeira hora e continuará a fazer-se sentir", sublinhou o presidente da Assembleia da República.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG