Primeiro-ministro felicita regresso do DN às edições diárias em papel

"Foi com grande felicidade que voltei a segurar uma edição do Diário de Notícias em papel", destacou o primeiro-ministro António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, foi um dos portugueses que esta terça-feira dedicou parte do seu tempo para folhear a edição do DN que marca o regresso do jornal às edições diárias em papel num dia em que celebra também o seu 156º aniversário.

"Foi com grande felicidade que voltei a segurar uma edição do Diário de Notícias em papel", começou por escrever o chefe do Governo, numa mensagem publicada no Twitter.

António Costa realça que "entre outros bons trabalhos", o DN "publica uma excelente entrevista com a Comissária Europeia Elisa Ferreira".

Felicitou o regresso do DN às edições diárias em papel, estendendo os parabéns à equipa e à diretora do Diário de Notícias, Rosália Amorim, neste momento de renovação do jornal, que acontece no final de um ano marcado pela pandemia de covid-19.

Esta terça-feira, os leitores voltaram a encontrar o DN nas bancas, um regresso à edição diária em papel que celebra a história de um jornal fundado em 1864 por Eduardo Coelho, mas sempre de olhos postos no futuro.

O mais antigo diário de âmbito nacional surge renovado, com um novo grafismo, novas secções e rubricas, mais reportagem e novos colunistas, que aposta também em grandes entrevistas.

Além da edição diária em papel, o site do DN também será renovado, com uma aposta clara no vídeo, que se tornará um pilar reforçado da plataforma online, bem como na infografia e nos podcasts.

"Sólido nos valores e na missão de informar com verdade, seguro pelos seus alicerces com 156 anos e com a ousadia de regressar à edição diária em papel, quando a tendência geral passa por edições online (onde o site dn.pt tem batido sucessivos recordes de audiências), o Diário de Notícias surge hoje com um número especial, a partir do qual se inicia uma nova etapa que recupera a presença diária nas bancas, sem descurar o digital", destacou a diretora do DN, Rosália Amorim.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG