PJ investiga casa onde Pedro Dias poderá ter estado escondido

Porta da casa desabitada em Paço, Sabrosa, foi arrombada. Autoridades terão encontrado sinais da passagem do fugitivo

A Polícia Judiciária e a GNR estarão a tentar apurar se foi Pedro Dias o autor do arrombamento numa casa em Paço, Sabrosa, no distrito de Vila Real.

Segundo o Jornal de Notícias, as autoridades estão este sábado a investigar o que terá acontecido na casa desabitada, cuja porta foi forçada. O JN adianta ainda que a polícia terá encontrado sinais de que a habitação foi usada, nomeadamente que foi confecionada uma refeição. Vestígios de sangue terão sido detetados numa mesa.

Perante a proximidade à zona onde decorre a "caça ao homem", as autoridades estarão a colocar a hipótese de a casa ter servido de abrigo ao suspeito do homicídio de duas pessoas a 11 de outubro.

Pedro Dias está em fuga há mais de uma semana. Não é a primeira vez que a polícia investiga uma casa onde o suspeito poderá ter passado a noite: na passada quinta-feira, a PJ esteve em Tojais, Vila Real, numa residência onde desapareceu roupa e material de caça.

No domingo passado, Pedro Dias cruzou-se com a patrulha da GNR, na zona industrial de Vila Real, e as autoridades perderam-lhe o rasto em Constantim.

Segunda-feira foi encontrada a viatura que roubara em Arouca, na aldeia de Carro Queimado, e, na terça-feira duas pessoas disseram ter visto o suspeito na localidade vizinha de Assento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG