Monitor de ginásio detido por suspeita de abuso sexual de menor em São João da Madeira

A PJ está a investigar outros crimes da mesma conduta em que o suspeito possa ter estado envolvido.

A Polícia Judiciária deteve o monitor de um ginásio suspeito de ter abusado sexualmente de uma rapariga de 13 anos, em São João da Madeira, no distrito de Aveiro, informou hoje aquele órgão de polícia criminal. Em comunicado, a PJ refere que o detido, de 37 anos, é o presumível autor de um crime de abuso sexual de criança, ocorrido em São João da Madeira.

De acordo com a investigação, os factos tiveram lugar após um período de contactos mantidos com a vítima, através das redes sociais, na sequência de conhecimento travado em ginásio, onde o agressor é monitor.

"Com o pretexto da realização de avaliação física da vítima, de 13 anos, esta terá sido seduzida a expor-se e, finalmente, a aceitar um encontro de natureza sexual com o agressor, que tinha pleno conhecimento da idade da menor", refere a mesma nota.

A PJ adianta ainda que se encontra a apurar se este homem poderá ser responsável por outros crimes da mesma índole, atendendo, designadamente, ao meio social e atividade profissional que o mesmo exerce.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG