Mais 9 mortos e sobem internamentos e cuidados intensivos

Dados da Direção-Geral da Saúde indicam que há mais 2112 casos de covid-19 e que estão agora mais 27 doentes internados, dos quais mais sete em unidades de cuidados intensivos.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) indica que Portugal confirmou, nas últimas 24 horas 2112 novos casos de covid-19 e nove mortes.

O relatório deste domingo (22 de agosto) dá conta de que há 708 pessoas internadas com covid-19 (mais 27 doentes face ao reportado no sábado). Nas unidades de cuidados intensivos o número sobe para os 152 (mais sete).

O boletim da DGS dá também conta de mais 877 casos ativos e 1 226 pessoas recuperadas da doença e menos 283 contactos em vigilância.

No que diz à distribuição geográfica dos casos, a região do norte é a mais penalizada com 802 e dois mortos. A de Lisboa e Vale do Tejo apresenta menor número de infeções, com 657, mas continua a ser aquela em que morrem mais pessoas, no caso cinco.

Na região centro houve mais 309 casos reportados e um morto, na do Alentejo mais 62 e na do Algarve 198 e um morto. Na região autónoma dos Açores houve mais 26 casos e na da Madeira 58, ambas sem registo de óbitos.

"Os que não se vacinarem, vacinem-se"

O Presidente da República quis esta tarde de domingo visitar o entro de vacinação de Alcabideche e aproveitou para fazer um apelo: "Vacinem-se os que ainda não se vacinaram".

Ao lado do vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, Marcelo Rebelo de Sousa frisou aos jornalistas que "quanto mais nos aproximar-mos dos 80 ou 85% de vacinação melhor". E lançou mais uma recomendação também, a de que os cidadãos mantenham os comportamentos de distanciamento social e até a máscara facial até se perceber os números de agosto e meados de setembro.

Ele que foi dos primeiros a usar a máscara, será "dos últimos a tirá-la", quando questionado sobre a eventualidade de deixar de ser obrigatória. Mas remeteu essa decisão para o Parlamento, que reunirá em setembro. "É uma boa coincidência", disse já que no próximo mês haverá mais certezas sobre o impacto da vacinação, sobretudo nas camadas mais jovens da população".

Segundo dia de vacinação dos jovens
entre os 12 e os 15 anos

Decorre este domingo mais um dia de vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos, depois de ontem terem sido vacinados com a primeira dose 120 mil.

"Este dia supera em muito as expectativas, uma vez que estavam agendados, para todo o fim de semana, cerca de 110 mil, e a previsão é que se ultrapasse os 120 mil no primeiro dia", disse ontem o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo.

No sábado o vice-almirante foi recebido com aplausos no posto de vacinação de Alcabideche, em Cascais, e confessou-se emocionado. "Não estava à espera. Já visitei muitos pavilhões, mas eu julgo que os problemas recentes fizeram com que os pais também tomassem mais consciência deste processo. Acho que estes aplausos foram mais para me animar e eu agradeço imenso e fico comovido", disse Gouveia e Melo, aos jornalistas, no final da visita.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG