Igreja suspende missas a partir de sábado

A partir de sábado, estão suspensas missas, catequeses e outras atividades pastorais que impliquem contacto devido à "extrema gravidade da situação pandémica", justifica a Conferência Episcopal Portugal.

A Conferência Episcopal Portugal (CEP) anunciou esta quinta-feira a suspensão das missas, a partir de sábado, bem como catequeses e outras atividades pastorais que impliquem contacto, face à situação pandémica que o país está a viver.

"Tendo consciência da extrema gravidade da situação pandémica que estamos a viver no nosso país, consideramos que é um imperativo moral para todos os cidadãos, e particularmente para os cristãos, ter o máximo de precauções sanitárias para evitar contágios, contribuindo para ultrapassar esta situação", refere a CEP, em comunicado.

As dioceses das regiões autónomas dos Açores e da Madeira darão orientações próprias.

A primeira suspensão das missas presenciais durou de 13 de 2020 a 31 de maio.

Ontem já o presidente da Conferência Episcopal, D. José Ornelas, afirmava: "Estamos a adaptar, em cada situação, as formas de atuação nas nossas igrejas, nos nossos movimentos e eventos pastorais, para restringir ao máximo aquilo que possa ser ocasião de contágio."

A CEP diz que suspensão das missas presenciais deve ser complementada com "as possíveis ofertas celebrativas, transmitidas em direto por via digital".

Na quinta-feira da semana passada, a hierarquia da Igreja Católica já tinha determinado a suspensão ou adiamento das celebrações de batismos, crismas e matrimónios, face à "gravíssima situação" provocada pela pandemia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG