"Dor e perplexidade" no Politécnico do Porto pela morte de estudante

Em comunicado, Politécnico do Porto e o ISCAP revelaram que estão em contacto com as autoridades desde a manhã

O Politécnico do Porto e o Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto manifestaram hoje "dor e perplexidade" pela morte de um seu estudante e referiram que estão em contacto com as autoridades policiais e académicas para conhecer as circunstâncias concretas do caso.

"É com profundo pesar que as presidências do Politécnico do Porto (IPP) e do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP) informam que o nosso estudante Joel José Queirós Rafael, que frequentava o Ano Zero do ISCAP, faleceu esta madrugada na sequência de um incidente no campo da Asprela", lê-se num comunicado enviado à Lusa.

O Politécnico do Porto e o ISCAP afirmam que "estão de luto", independentemente dos esclarecimentos que aguardam e manifestam "a sua dor e perplexidade perante tão infeliz acontecimento".

No comunicado explica-se que o IPP e o ISCAP estão em "contacto direto, desde as primeiras horas da manhã, com as autoridades policiais e académicas de modo a "compreender as circunstâncias desta ocorrência".

"A preocupação imediata da instituição é com a família do estudante, a quem queremos manifestar a nossa solidariedade num momento de tão profunda dor, disponibilizando o apoio que for considerado necessário", acrescenta o documento.

A Associação de Estudantes do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (AEISCAP) também veio já lamentou hoje a morte do estudante de 20 anos esta madrugada na zona do polo universitário.

"A AEISCAP vem por este meio comunicar e lamentar o falecimento do nosso colega Joel Rafael. O triste incidente, que nos tocou a todos, ocorreu esta noite na zona do Pólo Universitário", lê-se num comunicado enviado à Lusa.

No comunicado pode ler-se ainda que aos estudantes resta "partilhar uma palavra mais sentida com todos os familiares e amigos do aluno do ISCAP" e garantir que se disponibilizam "para prestar todo o apoio" que seja solicitado.

A Polícia Judiciária do Porto ativou hoje a secção de investigação de homicídios para investigar a morte de um estudante universitário de 20 anos, que foi espancado por um grupo de indivíduos esta madrugada na via pública, disse fonte oficial.

Em declarações à Lusa, fonte da Polícia Judiciária do Porto informou que o registo da ocorrência do estudante agredido chegou àquela polícia às 05:49, hora em que foi "ativada a secção de investigação de homicídios" e foi ativado de imediato o serviço de "perícia criminalística".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG