Depois da "violação", da prisão e do casamento... o divórcio

Vili e Mary Kay estavam casados há quase duas décadas. Conheceram-se quando ele tinha 12 anos e ela 34 e mantinham uma relação desde então. Ela esteve presa sete anos

Vili Fualaau, de 33 anos, pediu o divórcio da mulher, Mary Kay Fualaau - antes Letourneau, de 55 anos. Até aqui, nada fora do normal, não fosse este o casal que se conheceu quando Mary Kay ainda era professora e manteve relações quando Vili era menor de idade.

Segundo a BBC, que recorda o caso, Mary Kay era casada, tinha 34 anos e quatro filhos quando começou a relação com Vili, que estudava no sexto ano de escolaridade e tinha 12 anos. Aconteceu em Seattle, em 1996, e Mary Kay foi detida em 1997, já grávida da primeira filha.

Acabou por cumprir sete anos de prisão: admitiu que tinha cometido violação de menor e foi condenada a seis meses de prisão, pena que foi comutada posteriormente para três meses de cadeia, com a condição de que a professora cortasse todos os contactos com o aluno.

Mas o casal foi surpreendido a fazer sexo e ela voltou para a cadeia, acabando por ficar detida durante quase uma década. Entretanto, na prisão, deu à luz a segunda filha do casal.

Em 2005, depois de Mary Kay sair da prisão, casaram-se em segredo.

De acordo com a imprensa, Vili entrou com o pedido de divórcio no início do mês de maio, sem apresentar razões. Nos documentos, alega que nem ele nem a mulher têm dívidas ou propriedade em conjunto.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG