Árvore com cinco mil anos está a "mudar de sexo"

É um fenómeno "raro e invulgar e que ainda não é totalmente compreendido"

Uma árvore britânica com milhares de anos de idade começou agora a "mudar de sexo", ou seja, embora se pensasse durante muito tempo que a árvore era masculina, esta começou agora a dar fruto.

"É uma ocorrência rara... rara e invulgar e que ainda não é totalmente compreendida", disse o investigador Max Coleman, do jardim botânico de Edimburgo, que foi o primeiro a reparar nos frutos que nasciam na árvore.

A árvore pertence à família dos teixos e encontra-se no centro da Escócia, em Perthshire, no adro de uma igreja. Já desde o século XVIII que a árvore é medida e estudada, estimando-se que poderá ter até cinco mil anos de idade, mas é difícil dizer qual é a sua idade certa porque a madeira do centro do tronco já apodreceu há muito tempo.

À agência noticiosa Agence France Presse, Coleman explicou que a árvore sempre foi registada como sendo masculina, ou seja, produzia pólen para fertilizar outras árvores, mas ela própria não dava fruto. Agora, este texto começou a produzir pequenas bagas, chamadas arilos, pelo menos numa parte da sua copa, o que dá a entender que pelo menos uma parte da árvore está a mudar de sexo.

"Poderá haver uma alteração no equilíbrio de compostos" parecidos com hormonas na árvore, disse Max Coleman, "e isso pode causar esta mudança de sexo. Uma das coisas que pode fazer isso acontecer é stress ambiental". Mas Coleman afirma que a árvore parece saudável.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG