Ainda há alunos sem vagas no primeiro ciclo

As aulas começam no próximo mês mas ainda há crianças sem escola atribuída

A três semanas do início do ano letivo, ainda há alunos do pré-escolar e do primeiro ciclo sem colocação. A denúncia é feita pelo jornal Expresso, que revela o caso de Carolina Louro, mãe de uma menina de seis anos que ainda não foi colocada em nenhuma escola de ensino primário.

Carolina tentou inscrever a filha no agrupamento de escolas D. Filipa de Lencastre, em Lisboa, mas sem sucesso em qualquer das opções. Desde então, tem procurado outras soluções junto à Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (Dgeste), sem resposta ou solução aparente.

"Liguei para a Dgeste [esta segunda-feira] e a minha filha ainda não tinha tido colocação", contou Carolina ao Expresso. "Disseram-me que a única pessoa que neste momento trata das colocações foi trabalhar para casa, porque não conseguia estar sempre a atender telefonemas. Como é que isto é possível?"

Também o ensino pré-escolar tem revelado problemas. Este mês, o Ministério da Educação afirmou que tinha "assegurada a oferta na rede pública a todas as crianças de quatro e cinco anos" e que os encarregados de educação seriam contactados e receberiam mais informações sobre a colocação dos filhos.

Há duas semanas foi avançado que, só na região de Lisboa, existiam centenas de crianças em lista de espera para frequentar o ensino pré-escolar.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG