2374 novos casosde covid-19 e oito óbitos. Internamentos caem

Há agora 657 pessoas hospitalizadas, menos 18 que no dia anterior. 143 doentes estão nos cuidados intensivos.

Portugal registou nas últimas 24 horas 2374 novos casos de covid-19 e 8 óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde deste sábado (28 de agosto).

Há agora 657 pessoas internadas nos hospitais devido à covid-19, menos 18 que no dia anterior. Há 143 doentes em unidades de cuidados intensivos, menos um que no registo de sexta-feira.

Atualmente, há 44 957 casos ativos de infeção em Portugal. Recuperaram da doença 2835 pessoas.

A região norte contabiliza o maior número de novos casos - foram 910. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 723. A região centro registou 332 contágios nas últimas 24 horas, o Algarve 185 e o Alentejo 179.

A região autónoma da Madeira conta 27 novos casos e os Açores 18.

Já no que se refere aos óbitos, quatro foram em Lisboa e Vale do Tejo, dois na região norte e dois no centro.

Os indicadores da matriz de risco não são atualizados ao sábado. Os valores de sexta-feira mostram uma incidência de 312,7 casos por 100 mil habitantes no território continental, que passa a 317,7 considerando todo o território nacional.

Já o indíce de transmissibilidade - o R(t) - está nos 0,99, no continente e no total nacional.

Japão investiga morte de dois homens vacinados com lote contaminado da Moderna

As autoridades da saúde japonesas estão a investigar a morte de dois homens que receberam vacinas contra a Covid-19 dos lotes da vacina da Moderna suspensa devido à contaminação, disse o ministério da saúde este sábado.

Os homens, de 30 e 38 anos, morreram no início deste mês depois de receberem a segunda dose da vacina da Moderna de um dos três lotes de fabricação suspensos pelo governo na quinta-feira, após a confirmação de que estavam contaminados, disse o ministério em comunicado.

O ministério saúde japonês disse ainda que a causa da morte ainda se encontra sob investigação e que "atualmente, as relações causais com as vacinas são desconhecidas".

Os homens contraíram febre após receberem as vacinas e nenhum deles apresentava problemas de saúde ou histórico de alergia, acrescentou o ministério.

A suspensão afeta 1,63 milhão de doses de vacinas Moderna, que foram enviadas para mais de 800 centros de vacinação em todo o Japão.

A Takeda, que é responsável pela venda e distribuição da vacina Moderna no Japão, disse ter recebido relatórios de vários centros de vacinação de que "substâncias estranhas" foram encontradas dentro de frascos fechados.

Cerca de 44% da população do Japão foi totalmente vacinada, enquanto o país luta contra um aumento recorde de casos de vírus causados ​​pela variante Delta.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG