Quatro mortos por covid-19 e menos internamentos e cuidados intensivos

Dados da DGS mostram que há agora 274 internados, dos quais 55 estão em unidades de cuidados intensivos.

Foram registados, em 24 horas, 883 novos casos de covid-19 em Portugal, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O relatório​​​ deste sábado (23 de outubro) indica também que morreram mais quatro pessoas devido à infeção por SARS-CoV-2.

Os dados mostram que há agora 274 internados (menos 10 face ao reportado na sexta-feira), dos quais 55 (menos cinco) estão em unidades de cuidados intensivos.

O boletim da DGS dá também conta que de há mais 150 casos ativos, mais 146 em vigilância e 729 recuperados da doença.

A região de Lisboa e Vale do Tejo é a que apresenta maior número de novas infeções com 329 e três mortos, seguida da do norte, com 238 e também dois mortos. Na região centro registam-se mais 187 novos casos de covid-19, na do Alentejo 51 e na do Algarve 41, sem que em nenhuma se tenham registado óbitos.

Na região autónoma dos Açores há mais 21 casos ena da Madeira 16.

África com mais 283 mortes e 4.273 infetados

África registou 283 mortes associadas à covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 216.679 o total de óbitos desde o início da pandemia, e 4.273 novos contágios, de acordo com os dados oficiais mais recentes.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o total acumulado de casos de infeção no continente desde o início da pandemia é agora de 8.459.470 e o de recuperados é de 7.842.287, mais 5.427 nas últimas 24 horas.

A África Austral continua a ser a região mais afetada do continente, com 3.918.984 casos e 110.964 óbitos associados à covid-19.

China deteta 38 casos locais e 12 importados

A China detetou 50 casos de covid-19, nas últimas 24 horas, 38 por contágio local e os restantes oriundos do estrangeiro, anunciaram as autoridades de saúde do país.

Os casos locais foram detetados em Gansu (17), na Mongólia Interior (11), Pequim (seis), Ningxia (três) e Yunnan (um).

Os restantes 12 casos foram diagnosticados em viajantes provenientes do estrangeiro em Xangai (leste), Fujian (sudeste), Guangxi (sul), Tianjin (norte), Liaoning (nordeste), Shandong (leste), Guangdong (sudeste) e Yunnan (sul).

A Comissão de Saúde da China adiantou que o número total de casos ativos é de 549, entre os quais sete graves.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG