Há vinte pessoas proibidas de entrar em estádios

Lista aumentou para o dobro na semana passada

São vinte os nomes que constam da lista negra das pessoas que estão impedidas de entrar em recintos desportivos, o que acontece depois de terem sido condenadas em tribunal ou por ordem expressa do Instituto Português do Desporto e da Juventude.

O número é avançado pelo Jornal de Notícias, que dá conta de que até à última terça-feira, a lista continha metade dos nomes, mas que no decorrer de um processo que correu num tribunal do Porto, entraram mais dez pessoas e o número de interditados duplicou.

A mesma fonte indica ainda que a polícia confessa ter dificuldade em impedir que os adeptos que estão proibidos de entrar em estádios de futebol o façam, uma vez que é difícil distingulos entre a multidão.

"Enquanto em Portugal o número de adeptos interditos não chega às duas dezenas, no Reino Unido são mais de dois mil. (...) A nossa lei é boa, na minha opinião, não está é a ser bem aplicada. Deveríamos aplicar apresentações nas esquadras durante os jogos", disse o comissário Sérgio Soares ao JN.

Mais Notícias