Base das Lajes. Marcelo espera que "o bom senso prevaleça"

O Presidente da República iniciou hoje na Base das Lajes, na ilha Terceira, o segundo de seis dias de visita aos Açores

"Tenho esperança que o bom senso prevaleça", disse o Presidente da República na Base das Lajes, ameaçada pela continuação de um processo de redução da presença militar americana.

Marcelo Rebelo de Sousa reconheceu, no entanto, que Portugal não domina todas as variantes desta equação: "quando há acordo, depende das duas partes cumpri-lo".

Marcelo disse que as lajes têm "um lugar essencial no cumprimento de compromissos internacionais", sublinhando de seguida "que "naquilo que depender de nós, devem manter-se".

Os norte-americanos já retiraram 1150 pessoas da base, o que teve uma implicação direta no emprego na ilha. Perderam-se diretamente 390 postos de trabalho e ainda outros 1000 que estavam indiretamente relacionados com a presença do contingente americano.

As autoridades regionais têm ainda um contencioso com os americanos devido a descobertas recentes de fenómenos graves de poluição com combustíveis em lençóis aquíferos.

*Nos Açores

Mais Notícias