Exclusivo Vida profissional. Advogado e político

Oposição: Jorge Sampaio, rejeitados os convites do PCP e de Mário Soares para se filiar, prosseguiu a luta contra o regime através do Movimento de Ação Revolucionária. Um ano após se casar, conheceu Álvaro Cunhal num encontro em Paris, onde perdeu quaisquer ilusões sobre o líder comunista

O final da "crise" académica e a integração na vida profissional como advogado não afastou Jorge Sampaio das lides políticas. Pelo contrário: continuou a acompanhar e a apoiar os seus sucessores na RIA, José Medeiros Ferreira, e na associação de Direito, Luís Salgado Matos.

O prestígio granjeado por Sampaio pelo seu desempenho nos acontecimentos da primavera de 1962 desencadeou sucessivas tentativas de recrutamento por parte dos controleiros do PCP - "devo ter sido convidado para o PC umas 20 vezes", contou ao biógrafo, José Pedro Castanheira -, sem êxito.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG