Marcelo venceu nos debates, em segundo ficou Ventura dizem sondagens

Atual presidente venceu os debates, mas Ventura ficou em segundo lugar e despertou curiosidade.

André Ventura foi o candidato presidencial que despertou maior curiosidade (31%) entre os portugueses que acompanharam os debates nas televisões, de acordo com a sondagem da Aximage para o DN, JN e TSF. O vencedor dos frente a frente televisivos foi Marcelo de Rebelo de Sousa (37%), mas o líder da Direita radical ficou em segundo lugar (14%). E terá sido também o segundo candidato mais eficaz a convencer os indecisos e os abstencionistas (16%).

Entre 2 e 9 de janeiro foram transmitidos 21 frente a frente pelos diferentes canais. Já se sabia que os três debates com maiores audiências tiveram em comum a presença de Ventura e que o mais visto foi o que o opôs ao atual presidente (1,8 milhões de espectadores). O que valida o facto de ter sido a performance do líder do Chega aquela que gerou maior interesse.

Curiosidade não é sinónimo de adesão (como se explica no texto ao lado, o candidato da Direita radical é de longe aquele que gera maior rejeição), mas terá ainda assim contribuído para o destaque que conseguiu noutro tipo de avaliações. Na que decorre diretamente do resultado dos debates, Marcelo até bate toda a concorrência (em particular entre os socialistas, uma vez que 51% o consideraram o mais eficaz). Mas o seguinte é Ventura: a uns distantes 23 pontos do atual presidente, mas com mais seis do que Ana Gomes.

Eficácia a captar indecisos

Os debates e a prestação dos candidatos na televisão terão também tido influência nas respostas dos portugueses quanto a quem foi mais eficaz a convocar os indecisos e os abstencionistas. Marcelo surge de novo na liderança, com 33% (e 41% no caso dos eleitores do PSD), mas Ventura repete o segundo lugar, com 16% (e cerca de dois terços dos eleitores do Chega). A capacidade dos restantes cinco candidatos para conquistar indecisos e abstencionistas parece ter sido praticamente nula, a julgar pelos resultados da sondagem.

A importância dos debates televisivos - em particular numa campanha eleitoral marcada pela pandemia e consequentes restrições ao contacto com os eleitores nas ruas - fica confirmada pela quantidade de cidadãos que viram pelo menos cinco desses frente a frente: 44%. Ao contrário, há que destacar os 27% que não assistiram a qualquer desses 21 confrontos.

FICHA TÉCNICA - A sondagem foi realizada pela Aximage para o DN, TSF e JN, com o objetivo de avaliar a opinião dos portugueses sobre a atualidade política. O trabalho de campo decorreu entre os dias 9 e 15 de janeiro de 2021 e foram recolhidas 1183 entrevistas entre maiores de 18 anos residentes em Portugal. Foi feita uma amostragem por quotas, com sexo, idade e região, a partir do universo conhecido, reequilibrada por sexo, idade, escolaridade e região. À amostra de 1183 entrevistas corresponde um grau de confiança de 95% com uma margem de erro de 2,8%.
A responsabilidade do estudo é da Aximage Comunicação e Imagem, Lda., sob a direção técnica de José Almeida Ribeiro.

rafael@jn.pt

Mais Notícias

Outras Notícias GMG