Exclusivo Autarcas em aflição para ter voluntários para as mesas de voto devido à pandemia

Voluntários que participaram em outros atos eleitores, desta vez, recusaram dar o nome ou estão a desistir. Câmara Municipal de Mafra está constantemente a alterar as listas. Autarcas criticam a falta de planeamento e pedem ajuda para não ficarem sós na frente desta batalha.

Mafra, tal como outras 288 autarquias, recebem hoje pela primeira o voto antecipado. Uma equipa da GNR entregou-lhes 80 500 boletins de votos na quarta-feira, o suficiente para todos os momentos destas eleições presidenciais, que se concluem no dia 24. Ontem tiraram os móveis das entradas de dois pisos dos Paços de Concelho para os transformar em locais de votação. Serão quatro salas de voto e o maior problema tem sido conseguir os cinco elementos para cada mesa de voto.

Em eleições anteriores, o voto antecipado só poderia exercer-se nas 20 capitais de distrito. Agora, todos os 308 concelhos têm assembleias de voto neste domingo. O governo estipulou 500 eleitores por cada mesa, uma vez que não se esperam desistências de quem se inscreveu para antecipar a ida às urnas. Já no dia 24 de janeiro, cada mesa terá mil eleitores, o dobro de hoje por se contar com elevada abstenção. Nas eleições de 2016, votaram 48,7% dos eleitores. Em outros atos eleitorais, foram 1500 votantes/mesa mas agora existem as restrições devido à covid-19.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG