PCP marca o seu XXI congresso

Comunistas estiveram dois dias reunidos em Comité Central. Congresso realizar-se-á entre 27 e 29 de novembro de 2020.

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, anunciou este domingo, em Lisboa, que vai marcar o XXI congresso do partido para 27, 28 e 29 de novembro de 2020, sustentando que o país mantém "os mesmos graves problemas estruturais".

Jerónimo de Sousa falava numa conferência de imprensa, na sede do partido, após a conclusão de uma reunião de dois dias do Comité Central do PCP para análise da atual situação política e social, e tarefas do partido.

"Marcada por um quadro político distinto dos últimos anos, a situação do país expõe os mesmos e graves problemas estruturais que estão na raiz dos significativos atrasos no seu desenvolvimento", declarou o secretário-geral, sobre o diagnóstico dos comunistas, responsabilizando PS, PSD e CDS pelos problemas nacionais.

Respondendo a perguntas dos jornalistas, Jerónimo de Sousa disse desconhecer ainda a proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2020 e o seu conteúdo, embora o PCP tenha "fundadas preocupações". "Não temos nenhuma informação objetiva e esperamos pela proposta do OE", apontou.

Jerónimo de Sousa criticou o Governo por fazer determinadas opções "contraditórias", nomeadamente por ter decidido "acudir ao Novo Banco, em vez das necessidades e carências sociais dos portugueses".

Jerónimo de Sousa criticou ainda o Governo por fazer determinadas opções "contraditórias", nomeadamente por ter decidido "acudir ao Novo Banco, em vez das necessidades e carências sociais dos portugueses".

É num contexto "de particular exigência, com reais perigos e potencialidades, patentes", que o líder comunista anunciou a realização do XXI Congresso do Partido Comunista Português.

O Comité Central do PCP, nesta reunião, sublinhou a necessidade de prosseguir uma intervenção envolvendo todas as suas organizações e definiu linhas e iniciativas para o futuro próximo.

Nelas se incluem a realização de uma ação geral junto dos trabalhadores durante o primeiro semestre de 2020, de uma ação nacional de afirmação da CDU, e a promoção de iniciativas de defesa do Serviço Nacional de Saúde, da escola pública e das creches, dos transportes públicos e do direito à habitação, bem como um encontro nacional de cultura, já marcado para 18 de abril.

Em 2020, o PCP também promoverá as comemorações dos 150 anos do nascimento do líder soviético Lenine (22 de abril 1870), e dos 200 anos do nascimento de Friederich Engels (28 de novembro de 1820), um dos fundadores do marxismo.

Anunciou ainda as comemorações do centenário do PCP, que se assinala em 2021, cujo programa se inicia com o comício comemorativo do 99.º aniversário, em 06 de março de 2020, no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa.

Mais Notícias