PCP avança com a Festa do Avante! se "estiverem reunidas as condições para o fazer"

Jerónimo de Sousa diz que as festas partidárias não devem ter direitos a mais... nem direitos a menos.

O PCP não abdica de fazer a Festa do Avante! no início de setembro se estiverem reunidas as condições, defendeu este domingo Jerónimo de Sousa, numa conferência de imprensa na sequência da reunião do Comité Central do partido, que decorreu no sábado.

Confrontado com a posição do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que na manhã de hoje defendeu que nenhuma festa partidária ou popular deve ter regras diferentes das demais, o secretário-geral do PCP contrapôs: "Pois não, nem direitos a menos".

"Nestes próximos meses iremos tendo em conta a realidade social, sanitária, tendo em conta o desenvolvimento deste processo. Aquilo que garantimos é que faremos a festa se estiverem reunidas as condições para o fazer - disso não abdicamos", garantiu o líder comunista.

Segundo Jerónimo de Sousa, "em relação à Festa do Avante, o Comité Central avaliou os elementos da sua preparação nas circunstancias atuais, designadamente no plano das medidas de proteção sanitária" face à pandemia de covid-19.

"Estamos a quatro meses da realização da festa, mas a garantia é que, tal como em outras festas anteriores, das primeiras entidades a que recorremos é sempre a Direção-Geral da Saúde para garantir as condições sanitárias na nossa Festa do Avante!", acrescentou.

Mais Notícias