Exército envia máquinas de rasto para incêndios em Aveiro

Apoio militar à Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil destina-se a abrir caminhos para facilitar ação dos bombeiros.

Três máquinas de rasto e 15 militares do Exército estão no distrito de Aveiro a pedido das autoridades para apoiar a ação dos bombeiros no combate aos fogos, informou esta sexta-feira o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

Os militares vão proceder à abertura de caminhos florestais para facilitar o acesso das equipas de bombeiros envolvidos no combate aos incêndios que estão a lavrar naquele distrito e já levaram ao encerramento de várias estradas no concelho de Albergaria-a-Velha.

Duas das máquinas chegaram esta madrugada a Albergaria-a-Velha, oriundas do Reguimento de Engenharia de Tancos, enquanto uma terceira deixou o Regimento de Engenharia de Espinho e está a caminho de Águeda.

A GNR anunciou, entretanto, ter detido um homem de 64 anos em flagrante delito no concelho de Albergaria-a-Velha. O indivíduo usou um isqueiro para provocar um incêndio florestal. A Guarda adiantou ter detido também uma mulher de 41 anos no concelho de Cinfães, Viseu, por ter provocado um incêndio durante a limpeza de terrenos com uma roçadora.

Mais Notícias