Bloco quer comissão de inquérito à gestão do Novo Banco

Partido acredita que terá o apoio da maioria dos partidos com assento parlamentar. Âmbito e período a abranger ainda estão a ser definidos.

O Bloco de Esquerda vai avançar com uma proposta para uma comissão parlamentar de inquérito à gestão do Novo Banco.

A intenção foi anunciada esta quarta-feira pela deputada Mariana Mortágua. "Não queremos repetir a comissão ao BES. Queremos que seja sobre a resolução com base no relatório interno sobre a resolução de 2014 e a decisão de venda que deram à Lone Star poderes" alargados, referiu a parlamentar.

"Queremos apurar responsabilidades porque não desistimos de proteger o interesse público", afirmou Mariana Mortágua numa conferência de imprensa no parlamento. "Não aceitamos que este buraco no Novo Banco seja inevitável e tenha de ser pago com o dinheiro de todas e todos os contribuintes portugueses", frisou. A deputada do BE detalhou o objetivo desta comissão.

"Procuraremos transparência, procuraremos encontrar as decisões que poderiam ter sido evitadas e também os seus responsáveis: sejam eles instituição públicas como o Banco de Portugal ou a gestão privada do Novo Banco"ng>, sublinhou.

Apoio de outros partidos

Questionada sobre o apoio a esta comissão parlamentar de inquérito por parte dos restantes partidos com assento na Assembleia da República, Mariana Mortágua mostra-se confiante.

"Existe uma larga maioria - até no país - que quer saber o que se passou no Novo Banco. E, sobretudo, quer perceber o que poderia ter sido evitado e como se podem evitar novas transferências", lembrando a recusa do Banco de Portugal em enviar uma auditoria interna pedida pelo anterior governador, Carlos Costa, à atuação do regulador na resolução do BES.>>O âmbito e o período para esta comissão de inquérito ainda estão a ser definidos para depois ser apresentada a proposta formal.​​​​​​​


Paulo Ribeiro Pinto é jornalista do Dinheiro Vivo

Mais Notícias