"Mulher, alta, loira, bonita? Claro que passa à frente"

Clara de Sousa é uma das mais conceituadas pivôs portuguesas, tendo iniciado a sua carreira profissional na rádio Echo. Já passou pelos três principais canais televisivos, estando atualmente em funções na SIC. A jornalista, de 46 anos, é também uma apaixonada pela culinária, tendo já lançado um livro de receitas: A Minha Cozinha.

O que é que te irrita nos inquéritos de verão e saltamos já essa parte?

A falta de imaginação. Sempre as mesmas perguntas durante anos a fio.

O que é que nunca te perguntaram num inquérito de verão e começamos por aí?

Nunca me perguntaram o que me irrita nos inquéritos de verão. Teria todo o gosto em responder.

Então já não pergunto. Pior sítio para férias onde já estiveste e queiras revelar para não haver mais gente a ser enganada como tu?

La Manga, Espanha. Belas fotos na net. Mas só na net. Lago do Mar Menor imundo. Mar de La Manga infestado de minialforrecas (poderá ter sido sazonal, azar). Ruas cheias de lixo. Hotel de 4*, não lhe dava mais de 2*. Comida péssima. Para nunca mais voltar.

Obrigado. Já não vou. E o melhor para a malta ir também?

Bretanha e Normandia. As flores nos canteiros das janelas, a baguette e o croissant fresquíssimos pela manhã. Saint-Malo e Mont Saint--Michel, tanta história para descobrir. Caen e as praias do desembarque dos aliados. Depois disso, Paris pareceu-me banal.

Vais a uma festa no verão mas está cheia de concorrentes da Casa dos Segredos. Mudas de discoteca ou ficas para ver se estão domesticados?

Ficaria, mas por não saber quem são. Há uns tempos, numa conversa no ginásio um nome vinha à baila dezenas de vezes. E eu perguntei: "Mas quem é a Fanny?" Ficaram a olhar para mim como se não fosse deste mundo.

Uma mulher alta, loira e bonita passa sempre à frente ou é um mito urbano?

Mulher, alta, loira, bonita, que pensa que é o centro do mundo, indiferente a quem refila porque ela é mais ela e o resto são cães que ladram enquanto a caravana passa? Claro que passa! A menos que alguém tenha a coragem de se meter à frente.

Qual o teu guilty pleasure em férias. Responde algo que não te traga problemas, não quero essa responsabilidade para mim.

Tirar um mês inteirinho de férias, para sentir que estou mesmo de férias.

Revistas cor-de-rosa em férias ou escolhes outra cor?

Nem cor-de-rosa nem de outra cor. Livros, sim. E vejo filmes estupidamente românticos ou dramáticos, de ficar com os olhos inchados de tanto chorar. Viste o Hachico? Raios... choro só de dizer o nome.

Não vi e se é para chorar já não vou ver. Sei que não gostas de praia, então gostas de quê?

Gosto de campo, da natureza verdejante, água fresca dos rios e espaços públicos sem confusão.

Vamos a contas, de zero a BES quanto costumas exagerar nos gastos das férias?

Já tive anos de zero e anos de quase BES, mas só se as poupanças não descerem abaixo do nível que considero necessário para qualquer eventualidade.

Nas férias preferias confiar as tuas poupanças a um bancário ou a um banqueiro?

Entre o empregado e o patrão, vai dar ao mesmo. Mas onde queres que as ponha? Debaixo do colchão?

O teu dinheiro está melhor offshore ou onshore?

Não gozes na cara de uma simples trabalhadora por conta de outrem...

William Randolfh Hearst dizia aos seus jornalistas: "Nunca deixem que a verdade vos prive de uma boa história." Hoje a verdade consegue sempre ser a melhor história ou só quando falamos de bancos?

Olha, agora carregaste no botão SÉRIO. O W.R. Hearst, enquanto precursor da imprensa sensacionalista, usou os seus jornais e revistas em benefício próprio, pelo dinheiro e pelo poder, não olhando a meios para atingir os fins. Destruiu muitas vidas. Se a verdade, ou factos apurados com independência e honestidade não bastam para fazer uma boa história, então não há história. E quando falamos de bancos, a realidade dos últimos tempos, de tão surpreendente e inesperada, superou a ficção.

És barrada à porta da discoteca. Chamas o gerente ou soltas o clássico: você sabe quem eu sou?

Digo que sou tua amiga e deixam-me logo entrar...

Deve ser, deve. A silly season justifica todas as notícias ou só quase todas?

A silly season permite respirar um pouco de ar fresco. É a época em que as notícias tiram o tailleur e vestem o biquíni. Nada contra, desde que as notícias light sejam bem feitas. O "Ir é o melhor remédio" é um excelente exemplo.

É sim Sra., belo conceito. Irrita-te ir para um sítio passar férias e o trânsito ser pior do que em Lisboa?

Quem não se irrita por levar uma hora a sair da praia após um longo dia de sol? Acredito que sim, mas um rebanho de ovelhas a bloquear uma estrada de terra batida algures no interior é bem mais divertido.

Para quando os jornalistas serem proibidos de dizer teatro de operações em reportagens de fogos?

Pergunto-me o mesmo há muitos anos...

Na série Seinfeld, o Newman dizia: "Quem controla o correio controla a informação." E na SIC, quem é que controla o correio?

Seinfeld = melhor série de todos os tempos! Mas em relação à tua pergunta... na SIC quem controla o correio não faz informação e quem faz informação não é pombo-correio.

Concordo com a opinião sobre a série Seinfeld...

Mais Notícias

Outras Notícias GMG