Fotografia de "mayor" nu chega a vários vereadores

Chip Johnson enviou uma fotografia a uma funcionária de uma agência governamental

Chip Johnson, mayor -cargo equivalente ao de presidente da câmara - na cidade de Hernando, no estado norte-americano do Mississippi enviou uma fotografia sua que supostamente tinha apenas uma destinatária: uma habitante de Little Rock, no estado vizinho do Arkansas. No entanto, a fotografia de Johnson no duche e sem roupa acabou por ir parar às caixas de correio de pelo menos sete vereadores, como avança o The Commercial Appeal Memphis. Quem a reenviou foi a própria destinatária original, que legendou a imagem como 'O teu Presidente da Câmara'.

Johnson, que está em processo de divórcio, já confirmou a autenticidade da fotografia. "Espero que o acontecimento não tenha valor noticioso, este tipo de situações acontecem centenas de vezes no Condado de DeSoto." "Eu tive uma imprudência privada com uma mulher que decidiu torná-la pública", explicou ao Commercial Appeal o mayor, de 49 anos, que acrescentou: "Tenho governado eficazmente nos passados dez anos; estive a falar com a população hoje, vou continuar a fazer o meu trabalho."

Sobre o caso, o vereador Gary Hidgon declarou ao jornal DeSoto Times-Tribune que a sua confiança em Johnson não se alterava. "Estou um pouco preocupado com o que os cidadãos possam pensar mas quanto a Chip e à sua idoneidade, eu nunca vi ninguém trabalhar tanto quanto ele para fazer de Hernando um bom lugar para viver. Considero, sim, que enviar a foto foi uma péssima decisão mas não consigo ver esse incidente a afastá-lo do trabalho".

Em declarações ao mesmo jornal, Johnson mostrou-se arrependido: "É um assunto muito privado e pessoal e foi um erro da minha parte. Acho que aprendi uma lição valiosa e não quero que isso se reflita negativamente na cidade de Hernando. Eu sou o presidente da Câmara de Hernando, mas também sou o Chip Johnson"

A hipótese de recorrer a aconselhamento legal não está fora da mesa, admitiu Johnson, argumentando que a fotografia era destinada a apenas uma pessoa e não para a esfera pública.

Mais Notícias