Portugal à janela a bater palmas para agradecer a profissionais de saúde

Eram 22.00 quando muitos começaram a dirigir-se às janelas para participarem no apelo feito a nível nacional por Whatsapp durante esta semana para se homenagear e agradecer aos profissionais de saúde.

Uns cantaram, outros bateram palmas, outros deram vivas. Houve mesmo quem se emocionasse. Famílias inteiras viram às janelas para homenagear os profissionais de saúde que neste momento já começam a viver dias duros devido ao surto do covid-19.

Em Lisboa, do Marquês Pombal a Benfica, das Avenidas Novas aos bairros históricos foram muitos os que se quiseram associar à corrente de energia e de esperança que foi lançada durante a semana na rede social Whatsappp.

Neste momento, e como a própria ministra da Saúde o afirmou na conferência deste sábado, "vêm aí semanas muito duras". Por isso, "é preciso salvaguardar os profissionais de saúde", acrescentou ainda.

Os profissionais de saúde têm sido um pilar no combate à pandemia já declarada pela Organização Mundial de Saúde. Na China, houve profissionais de saúde infetados, o médico que alertou para a existência deste vírus acabou por morrer, mas, um pouco por todo m undo, correm imagens de profissionais exaustos, sem mãos a medir para tratar todos os infetados,

A última imagem chegou esta semana de um hospital do norte de Itália, uma enfermeira às seis da manhã, já no final do turno, de cabeça estendida em cima do teclado do computador. Adormeceu a trabalhar e foi fotografada por uma colega.

Portugal pode ser diferente, como dizia a ministra Marta Temido nesta tarde de sábado. A evolução da curva da epidemia pode ser atenuada se todos nós cumprirmos as regras definidas pela DGS e sobretudo se cumprirmos o isolamento social, evitando o contacto com outros.

Em Espanha, ouviram-se "Bravos" e "Vivas" às janelas uma hora antes de Portugal. Isto no dia em que o Governo de Pedro Sánchez teve de decidir medidas severas para tentar travar a epidemia por coronavírus.

Mais Notícias