Algarve sem novos casos pela primeira vez em um mês. Grande Lisboa concentra metade dos novos infetados

Número de infetados pelo novo coronavírus é agora de 58 243. Algarve sem casos. novos.

Nas últimas 24 horas, foram registados 231 novos casos de covid-19 em Portugal. O número de infetados desde o início da pandemia já passou dos 58 mil (58 243). O total de vítimas mortais é agora de 1824, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado nesta terça-feira (1 de setembro).

Portugal mantém-se assim acima dos 200 novos casos diários, depois de na segunda-feira se terem registado 244 novos infetados e três mortes. Nas últimas 24 horas morreram mais duas pessoas devido à covid-19, ambas na região de Lisboa e Vale do Tejo.

O Algarve aparece sem novos casos. Uma situação que já não se verificava na região desde o dia 28 de julho. A região de Lisboa e Vale do Tejo Norte conta com 119 dos 231 novos casos (51,52%) e a região Norte contabiliza 82 casos, enquanto a região Centro regista 23 e o Alentejo três. Nos Açores há um caso novo e na Madeira três, depois de alguns dias sem novas infeções.

Já o número de recuperados é agora de 42 104, depois de mais 143 pessoas terem sido dadas como recuperadas desde domingo. Neste momento há 350 pessoas internadas (mais uma do que na segunda-feira) e 44 pessoas (mais três) nos cuidados intensivos

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 30 e os 49 anos o registo de maior número de infeções. No total, o novo coronavírus afetou 26 190 homens e 32 053 mulheres. Do total de vítimas mortais, 919 eram homens e 905 mulheres. O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

Doentes vão reportar diretamente

António Sales revelou na segunda-feira que os doentes que estão no domicílio vão passar a "fazer autorreporte, o que vai aliviar a pressão sobre os profissionais de saúde, nomeadamente os médicos de família". O controlo caseiro será feito através de uma plataforma na qual os doentes que estão bem são inscritos para que a equipa de saúde os contacte. Haverá para isso uma "triagem" feita pelas equipas médicas, que irão decidir se o doente tem condições para ficar em autorreporte, depois de avaliar, entre outras coisas, o quadro clínico, ter menos de 60 anos e capacidade de usar ferramentas tecnológicas.

Já a aplicação StayAway Covid, que alerta os utilizadores em contacto com alguém infetado pela covid-19, foi nesta terça-feira apresentada pela ministra da Saúde no auditório do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP).

Isolamento de 14 para dez dias?

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, confessou, na segunda-feira, que a comunidade científica tem expectativa de que seja estabelecido um novo período de isolamento recomendado abaixo dos 14 dias, com base em alguns estudos que revelam que "o período de contágio é muito pequeno a partir dos dez dias do início de sintomas ou de contacto com um doente".

Os 14 dias correspondem ao número máximo de dias atualmente considerado para incubação pela Organização Mundial da Saúde (OMS). E na opinião da diretora-geral da Saúde, "seria extraordinariamente positivo poder diminuir o período de isolamento das pessoas de 14 para dez dias". Isto "se houver evidência científica robusta".

A diretora-geral da Saúde lembrou ainda que família não é sinónimo de imunidade. "Por serem da mesma família pensam que têm um escudo invisível que as protege e que podem juntar-se todos no mesmo espaço e ao mesmo tempo, mas não é assim. Basta uma pessoa estar doente para contagiar 20, 30 familiares", avisou Graça Freitas.

Recinto do Avante! passa por vistoria

A Festa do Avante! continua na ordem do dia. A DGS revelou o parecer técnico para a realização do evento da rentreé política do PCP e limitou as entradas no reconto a 16 563 mil pessoas por dia (contra as 33 mil propostas pelo partido comunista), além de proibir a venda de álcool depois das 20.00. O recinto da festa passa nesta terça-feira por uma vistoria técnica e se tudo estiver de acordo com as regras sanitárias e de realização de espetáculos, a 44.ª edição da Festa do Avante!, realiza-se de 4 a 6 de setembro, na Atalaia.

Mais de 25 milhões de pessoas infetadas em todo o mundo

A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez 855 352 mortos e infetou 25 662 135 pessoas em todo o mundo. De acordo com o último balanço mundial do site Worldometer, que reúne dados de 213 países, pelo menos 17 962 470 pessoas foram consideradas curadas.

Os Estados Unidos continuam a ser o país mais atingido pela pandemia de covid-19, tanto em número de mortes (187 742) como em número de infeções (6 212 174), seguido do Brasil, com 3 910 901 infetados e 121 515 mortes. A Índia é o terceiro país mais afetado pela pandemia e aquele que mais tem subido em números de novos casos diários (6939 nas últimas 24 horas), totalizando 3 694 878 infetados e 65 469 mortes.

Mais Notícias