Mãe retira dois filhos antes de carro ser abalroado por comboio em Caminha

Um comboio abalroou hoje uma viatura ligeira na Linha do Minho, no concelho de Caminha, distrito de Viana do Castelo, sem causar feridos. Mulher retirou os dois filhos após carro ficar imobilizado na linha.

O alerta para o abalroamento ferroviário na Linha do Minho na passagem de nível Coura de Seixas, freguesia de Seixas, em Caminha, foi dado às 07:52, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo.

A circulação ferroviária foi retomada às 08:40, cerca de uma hora e meia depois do acidente, que aconteceu com uma composição que seguia no sentido norte/sul da Linha do Minho.

Ao jornal O Caminhense, a condutora explicou o acidente: "Ao atravessar a linha uma das rodas da viatura ficou presa e já não consegui tirar o carro. Eu e os meus filhos conseguimos sair muito antes do comboio passar. Ainda tentei com a ajuda de uns amigos retirar o carro mas não conseguimos", contou ao jornal minhoto.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, explicou que a passagem nível "tem sinalização horizontal e vertical", desconhecendo-se, até ao momento, as razões que levaram a condutora a não seguir pela via destinado ao atravessamento da linha férrea".

"A condutora meteu o carro fora da via de atravessamento, e o veículo caiu dentro dos carris. Na altura não passava nenhum comboio. Como não conseguiu tirar o carro da linha, retirou as duas crianças que seguiam na viatura colocando-se a salvo. Entretanto, acabou mesmo por passar o comboio que levou o carro pela frente", especificou.

Miguel Alves congratulou-se com o desfecho do acidente, uma vez que nem a mulher, nem as duas crianças sofreram ferimentos.

O autarca socialista explicou que a passagem de nível "está devidamente assinalada" e que, "no âmbito da empreitada de modernização da Linha do Minho, em curso, vai também ser dotada de barreiras".

Aquela linha internacional liga a cidade do Porto a Vigo, na Galiza.

Mais Notícias