Homem mutilado encontrado morto em Ponte de Lima. Mulher estava amarrada com cabos elétricos

Um espanhol de cerca de 50 anos foi encontrado morto em Ponte de Lima, mutilado nos genitais. A companheira, uma mulher também de nacionalidade espanhola, foi encontrada amarrada e levada para o hospital, tendo indiciado o ex-marido como suspeito. Este foi encontrado sem vida na Galiza, após ter-se atirado de uma ponte

Ponte de Lima acordou esta quarta-feira como palco de um macabro homicídio cujos indícios parecem apontar para um crime passional galego. O desfecho trágico ocorreu na vila minhota e ter-se-á entretanto prolongado para a Galiza, onde o principal suspeito foi encontrado morto após ter-se atirado de uma ponte.

Um homem de Vigo procurado como suposto autor do crime macabro na vila portuguesa de Ponte da Lima saltou da ponte da Rande, sobre a ria de Vigo, esta manhã e o seu corpo foi encontrado sem vida por uma equipa da Guarda Civil e Salvamento Marítimo, informa o jornal La Voz de Galicia.

O corpo encontrado pela polícia espanhola foi identificado como o do suspeito do crime macabro que abalou Ponte de Lima esta quarta-feira, onde um homem de cerca de 50 anos com nacionalidade espanhola foi encontrado morto e mutilado nos genitais, numa casa alugada naquela freguesia de Ponte de Lima, onde estava também uma mulher espanhola, com cerca de 40 anos, ferida.

"O homem foi mutilado nos genitais. É a vítima mortal. A mulher foi encontrada amarrada, com cabos elétricos, com as mãos atrás das costas. Vai ser conduzida ao hospital para receber assistência médica. À chegada dos meios de socorro, a mulher indicou como suspeito o ex-marido, também de nacionalidade espanhola, residente em Vigo. O caso está a ser investigado pela PJ", informou a Guarda Nacional Republicana de Viana do Castelo.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, o alerta foi dado cerca das 08:42, tendo o caso ocorrido na Rua das Aluzelas, freguesia de Gondufe, Ponte de Lima, onde o casal estaria a passar um período de férias.

De acordo com informações do jornal La Voz de Galicia, a vítima mortal encontrada em Ponte de Lima apresentava mais ferimentos para além dos genitais mutilados e o homicídio terá sido realizado durante a madrugada.

O Jornal de Notícias refere que o ex-marido da mulher ferida, residente em Vigo, ter-se-á deslocado a Gondufe pelo menos duas vezes. A 10 de agosto, aliás, o suspeito e a mulher terão tido uma "discussão de quatro horas", durante a tarde, à porta de casa.

Segundo a mesma fonte do JN, dois homens foram vistos nas primeiras horas desta quarta-feira a entrar na casa onde se encontrava o casal, um deles de cara tapada.

Ao local compareceram dez operacionais e cinco viaturas dos bombeiros de Ponte de Lima, INEM e GNR.

Crime descoberto após alerta sobre despiste de um carro

Entretanto, a GNR fez saber que o crime em Gondufe, Ponte de Lima, foi detetado por militares da GNR após o alerta para o despiste de um carro nas imediações da residência, disse fonte daquela força policial.

Segundo a fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, "entre as 07:00 e as 08:00", os militares do posto local foram acionados para um despiste de uma viatura na mesma rua onde, posteriormente, seria encontrado morto o homem de nacionalidade espanhola, com cerca de 50 anos, vítima de mutilação dos órgãos genitais e a mulher, também espanhola, com cerca de 40 anos, amarrada com cabos elétricos.

"Quando chegaram ao local, os militares depararam-se com uma viatura de matrícula espanhola, caída numa ribanceira. Os testemunhos que os militares recolheram junto de moradores naquela rua indicavam a possibilidade de a viatura pertencer a um casal de espanhóis que passava férias numa casa alugada nas imediações", especificou.

A mesma fonte adiantou que os militares se dirigiram à habitação em causa, "tendo detetado vidros partidos".

"Os militares pediram reforços para fazer a abordagem à casa por desconhecer o que poderiam encontrar no seu interior. A abordagem foi feita cerca das 08:00, tendo sido acionados os meios do INEM para socorrer a mulher encontrada amarrada", acrescentou.

Segundo a mesma fonte, a mulher forneceu a identificação do alegado autor do crime, o ex-marido, também de nacionalidade espanhola, residente em Vigo, na Galiza, bem como informação sobre a viatura em que terá abandonado o local, dados fornecidos pelas forças policiais portuguesas às autoridades espanholas para a localização do suspeito.

Autoridades espanholas alertadas

A GNR de Viana do Castelo comunicou ao Centro de Cooperação Policial e Aduaneira (CCPA) existente na fronteira entre Valença e Tui, na Galiza, o crime ocorrido em Ponte de Lima a envolver cidadãos espanhóis.

A fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, contactada pela Lusa, explicou que o caso "foi comunicado ao CCPA para colocar em alerta as autoridades espanholas".

A mulher, recorde-se, "terá indicado como alegado autor das agressões o ex-marido, também de nacionalidade espanhola, e residente em Vigo", referiu a fonte da Guarda. O homem procurado foi encontrado sem vida na Galiza horas depois, na manhã desta quarta-feira, já depois de a polícia nacional ter montado uma operação de busca para vários locais em Vigo, bem como estações do comboio Celta, que liga Portugal à Galiza.

*atualizado às 15.50

Mais Notícias

Outras Notícias GMG