Detido suspeito de homicídio de jovem à porta de discoteca do Algarve

Lucas Leote, 19 anos, foi morto a tiro em agosto de 2019 junto à entrada da discoteca Lick, em Vilamoura. Suspeito do crime, de 21 anos, foi nesta quarta-feira detido em França, com a PJ a acompanhar a operação.

O suspeito do homicídio de um jovem de 19 anos, ocorrido em agosto de 2019, junto à entrada de uma discoteca de Vilamoura, foi nesta sexta-feira detido em França, após um pedido das autoridades portuguesas. A Polícia Judiciária (PJ) informa que o homem detido tem 21 anos e será agora extraditado para Portugal.

"Os factos em investigação verificaram-se na madrugada de 23 de agosto de 2019, nas proximidades de uma discoteca em Albufeira, tendo o suspeito, um homem de 21 anos, fugido do local, imediatamente a seguir à prática do crime" refere o comunicado da PJ.

A nota da Polícia dá conta de que "o conjunto de diligências realizadas permitiu a recolha de relevantes elementos probatórios, culminando na localização do suspeito nos arredores de Paris, onde acabou por ser detido, hoje, por elementos da Direção Central da Policia Judiciária francesa, a pedido das autoridades portuguesas e na presença de elementos da Diretoria do Sul da Polícia Judiciária".

A PJ recorda que a vítima, Lucas Leote, de 19 anos, "foi mortalmente atingido por um projétil disparado por arma de fogo".

Lucas Leote trabalhava na discoteca no verão e entregava pulseiras aos clientes. Não estava envolvido na confusão gerada à porta do espaço. Foi baleado no pescoço depois de o suspeito do crime ter sido "barrado" pelos seguranças. Após o disparo, o homem de 21 anos colocou-se em fuga.

Consumada nesta quarta-feira a detenção, o homem "será agora entregue às autoridades portuguesas, a fim de ser submetido a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas".

O inquérito é dirigido pelo Ministério Público da secção de Loulé do DIAP de Faro.

Mais Notícias