Novo aeroporto e TGV deveriam ser prioridade

O Governo estuda três opções para o novo aeroporto, uma delas ainda é o Montijo, mas que fique bem claro: o país precisa de uma alternativa real à Portela e não de um complemento. Tanto o novo aeroporto internacional como o TGV deveriam ser uma prioridade.

O PS não pode passar ao lado do essencial na questão das infraestruturas. Nem tão-pouco ser europeu, só quando há eleições europeias. O aeroporto da Portela não tem resposta adequada ao volume do nosso tráfego aéreo, além de ser uma solução artesanal, nada europeia. É o único aeroporto da Europa, que está dentro da cidade.

Esperemos que o novo aeroporto internacional - há anos que se fala nele -, bem como o TGV, projecto igualmente antigo, não continuem a ser remetidos para as calendas gregas. Portugal não pode ser uma Albânia ferroviária e aérea.

Sendo o Turismo a nossa principal riqueza - embora actualmente em crise, voltará seguramente em força - mais se justifica o carácter prioritário destes empreendimentos. A mobilidade vive paredes meias com o sector turístico.

Se a Espanha e França e muitos outros países europeus têm o TGV, por que razão não o havemos de ter também? Penso que as ligações Lisboa-Madrid, Porto-Vigo, Covilhã-Salamanca e o trajecto Lisboa-Porto, obviamente, podem consubstanciar o comboio de alta velocidade, entre nós.

Ser europeu, entoando loas à Europa, e não ter um aeroporto a sério nem o TGV não bate certo. Foi com agrado que vi estes projectos contemplados no Plano Costa Silva, mas veremos se tudo não passa do papel ou do rol das promessas não cumpridas.

O fosso que nos separa dos países ricos da Europa irá agravar-se ainda mais se o novo aeroporto e o TGV, tal como o socialismo, ficarem na gaveta.

O PRR (Plano de Recuperação e Resiliência) não é bem claro, quanto à concretização destes objectivos. O novo aeroporto não passa ainda de estudos e o TGV nem isso! Convenhamos que são estudos a mais e obras a menos. Talvez por isso, Portugal é dos países europeus com menores taxas de investimento público.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG