Vítor Constâncio: guarda-redes sob fogo cruzado

Texto de Alexandra Tavares-Teles “É um perfilado muito difícil”, avisam. Descrevem-no “incapaz de falar de si, publicamente”, uma personalidade “reservada, muito associal”. E, por isso, “com poucos amigos”. Duarte da Cunha, economista de 76 anos, é o companheiro de sempre. Conheceram-se no Liceu Pedro Nunes vai para mais de seis décadas. Partilhavam a turma, a equipa de andebol – Vítor jogava à baliza, Duarte, um ano mais velho, na frente -, o caminho de regresso a casa. Que a certa altura, porém, bifurcava: Duarte, filho de médico bem-sucedido, morava na Lisboa da classe alta a que pertencia; Vítor, filho único […]

Para saber mais clique aqui: www.noticiasmagazine.pt

Mais Notícias