Helena, a mulher que de pastoras fez artesãs

Ao longo de décadas, andou pelas serras de Portugal a ensinar mulheres a trabalhar a lã. Helena Cardoso levou-lhes a inovação e fez delas criadoras de moda com respeito pela tradição.

Eram mulheres perdidas nas serras. Perdidas na lavoura e na pastorícia. Queriam ter um posto de trabalho e um ofício ligado à lã, mas sem perder o apego à terra. E conseguiram. E de tal maneira conseguiram que, um dia, tiveram como cliente a rainha Sofia de Espanha. Não sabemos os seus nomes, apenas conhecemos quem lhes deu a oportunidade de lavrar o terreno da moda. Foi Helena Cardoso, designer, formadora, artista plástica e amante das tradições.

É preciso recuar uns quarenta anos e seguir até à serra de Montemuro, onde Helena ensinou as primeiras pastoras, na aldeia de Relva. Mulheres que, reunidas num projeto criado por uma organização sueca, começaram a produzir e a vender camisolas, luvas e barretes. Depois, passaram para o burel. "A ideia era criar postos de trabalho", recorda. "Elas queriam que uma pessoa ligada à moda as ajudasse a trabalhar a lã."

Hoje com 75 anos, perde o fio à meada quando tenta lembrar-se de quantas artesãs formou.

Leia o artigo completo na Notícias Magazine.

Mais Notícias