Como domesticar uma bexiga mal comportada?

Texto de Sara Dias Oliveira Em 2015, Paula Guimarães fez uma histerectomia radical. Dois anos depois, sentiu que a bexiga já não se portava da mesma maneira. Sempre a correr para a casa de banho, aquele pensamento de que a bexiga poderia ter descaído com a operação, a sensação que talvez não houvesse qualquer sentido para o que se estava a passar. Tinha 54 anos. “Em setembro de 2017, tive uma crise um bocado chata, uma crise de incontinência que só parou quando parou”, recorda. Estava na rua, numa das mais movimentadas de Lisboa, sentiu o chão fugir-lhe debaixo dos […]

Para saber mais clique aqui: www.noticiasmagazine.pt

Mais Notícias