Uso de máscara na rua passa a ser obrigatório na região espanhola da Extremadura

Depois da Catalunha e das Ilhas Baleares, também a região vizinha de Portugal avança, a partir de sábado, para a obrigatoriedade do uso de máscara sempre que se saia de casa.

A região espanhola de Extremadura irá exigir, a partir deste sábado, dia 11, o uso obrigatório de máscara sempre que se saia de casa. A medida é imposta a pessoas com mais de seis anos de idade, "independentemente de a distância de segurança, de 1,5 metros ser mantida", foi anunciado pelo vice-presidente e conselheiro de Saúde e Serviços Sociais do Governo Regional da Extremadura, José María Vergeles. Ainda esta sexta-feira será emitida uma resolução para tornar a máscara obrigatória em toda a comunidade autónoma que faz fronteira com a Beira Alta e o Alentejo.

A partir da meia-noite, a máscara será obrigatória para maiores de seis anos de idade, em todos os momentos de rua, em espaços ao ar livre e em qualquer espaço fechado de uso público, independentemente de distância de segurança ou não. O responsável da Saúde da Extremadura, destacou a necessidade de "agir com força" na luta contra o coronavírus na região, onde atualmente existem quatro surtos., três deles na cidade de Badajoz e outro em Navalmoral de la Mata (Cáceres). "Infelizmente, começamos a ver casos que vêm de festas e reuniões. O relaxamento de alguns pode ser motivo de preocupação para muitos ou para voltamos a situações anteriores", disse José Maria Vergeles, citado pelo jornal El Pais.

Com esta decisão, a Extremadura segue o mesmo caminho da Catalunha e das Ilhas Baleares, que também decidiram impor a obrigação de usar uma máscara. As autoridades irão controlar o uso obrigatório da máscara, cuja não utilização poderá levar a multa de 100 euros. Só é possível tirar a máscara para a prática de desporto, estar na praia ou comer e beber.

Autarcas pediram fecho de fronteiras

A Extremadura faz fronteira com o Alentejo onde também existe o surto em Reguengos de Monsaraz, que já causou 16 mortes e regista ainda mais de 130 infetados. Esta semana, dois municípios espanhóis da Extremadura pediram ao governo de Pedro Sanchez para voltar a fechar as fronteiras com Portugal na região devido aos novos casos de Covid-19 que estão o surgir nos dois lados da fronteira.

Os autarcas dos municípios de Villanueva del Fresno e Valencia del Mombuey, localizados na província de Badajoz, escreveram uma carta em que pedem, com urgência, o fecho de fronteiras "até que seja estabelecido um protocolo transfronteiriço para o controlo da Covid-19".

Desde o início da pandemia, a Extremadura registou 3.082 casos de Covid-19 e 519 mortes

Mais Notícias