Um morto em ataque com espada numa escola profissional na Finlândia

Outras dez pessoas ficaram feridas, incluindo o alegado atacante. Polícia respondeu com arma de fogo. (Em atualização)

Uma pessoa morreu e pelo menos outras nove terão ficado feridas num ataque com uma espada numa escola profissional na Finlândia. O alegado atacante, que as autoridades dizem ser um finlandês, também foi ferido.

"Um corpo foi encontrado no interior da escola em Kuopio", disse a polícia no Twitter, descrevendo o incidente como um "ataque violento", mas não dando mais pormenores.

Horas mais tarde, as autoridades confirmaram o que testemunhas tinham dito aos media locais: que o atacante terá usado uma espada. "O suspeito usou uma arma afiada e tinha uma pistola na sua posse", escreveu a polícia no Twitter.

A polícia respondeu com arma de fogo. Testemunhas dizem que foram ouvidos dois disparos.

Dois dos feridos estão em estado grave. Um dos feridos é um polícia, não se sabendo se é um dos que está em estado grave.

As autoridades, que deram uma conferência de imprensa às 17.00 (15.00 em Lisboa) negaram os rumores de que haveria uma pessoa armada na zona. "Não existe qualquer ameaça iminente", acrescentou a polícia.

O primeiro-ministro finlandês, Antti Rinne, já reagiu no Twitter, considerando o ataque "chocante e completamente inaceitável", apresentando ainda as condolências às famílias das vítimas.

Por seu turno, o ministro da Educação finlandês, Li Andersson disse que qualquer jovem tem o direito de estudar em segurança, sem medo atos de violência.

Estudantes atiram cadeiras ao atacante

Uma mulher contou aos media finlandeses que ajudou uma professora que sofreu um ferimento profundo na mão quando foi atacada. enquanto a docente tentava fugir, os alunos terão atirado cadeiras ao atacante para o faxer parar e conseguirem escapar.

A escola profissional - que fica dentro de um centro comercial em Kuopio, no leste da Finlândia - é frequentada por cerca de 600 alunos e tem 40 funcionários. Segundo as autoridades, nãos e sabe ao certo quantas pessoas estavam no estabelecimento na altura do ataque.

A Finlândia é considerada um país relativamente seguro, tendo registado um total de 73 homicídios em 2017, mas a população proprietária de armas é significativa, segundo a BBC.

Em 2008, o país foi palco de um ataque levado a cabo por um jovem de 22 anos que matou 10 pessoas, também numa escola profissional, na cidade de Kauhajoki, antes de se suicidar.

Mais Notícias